Um Pouco da História de Trindade

A história de amor, iniciada no dia que o casal Constantino Xavier e Ana Rosa encontraram o medalhao da Santíssima Trindade coroando Nossa Senhora, vem florescendo a cada ano. Atraindo cada vez mais uma multidao de devotos para contemplarem o mistério de Deus no Santuário do Divino Pai Eterno, deixando o amor de Deus permear suas vidas, renovando a fé e a alegria de pertencer a igreja, comunidade dos filhos e filhas do Divino Pai Eterno.

A fé crescente do povo, o crescimento do número de romeiros, moveu-nos a construir o grande Santuário do Divino Pai Eterno no alto da montanha, hoje visto por todas as pessoas que se aproximam desta cidade. Aqui, no Santuário do Divino Pai Eterno, sendo agora um templo próprio para acolher os romeiros, desvinculado das atividades paroquiais, podemos entao, desenvolver uma pastoral própria para os devotos e peregrinos.

 

Museu - Museu da Memória de Trindade

Composto de objetos, documentos, fotografias e obras de artes contando a história de Trindade, desde o achado do medalhao. Fica na Av. Major Manoel Alves, esquina com rua 16 de Julho no Setor Oeste.

Igreja Matriz

Segundo os relatos históricos, coincide com o local onde Constantino Xavier encontrou o medalhao. A alteraçao da imagem nao interrompeu os milagres e graças recebidas pelos devotos do Divino Pai Eterno e o número de romeiros cresceu ano após ano. Em 1890, Oscar Leal calculou a presença de 15.000 pessoas na Romaria. Afirma ainda que havia romeiros de cem léguas daquele lugar. Em 1876 iniciou-se a construçao de um novo Santuário, trazendo mais conforto aos romeiros do Divino Pai Eterno. A obra foi concluída em 1878 e essa igreja durou até 1911. Em 1912, o atual Santuário (Igreja Matriz) foi levantado pelos padres redentoristas que chegaram a Trindade em 1894 para “cristianizar” a Romaria. 

O Santuário Novo

É um lugar de adoraçao. O terceiro maior ponto de peregrinaçao do país. Em 1943, cerca de cem anos depois que Constantino e sua esposa encontraram o medalhao, o bispo Dom Emanuel Gomes de Oliveira abençoava a pedra fundamental do Novo Santuário. Em 1958 é criada a Arquidiocese de Goiânia, sendo Dom Fernando Gomes dos Santos seu primeiro arcebispo. Dom Fernando e os missionários redentoristas levaram avante a construçao de um novo santuário, que seria inaugurado em 1974, com a novena e a Festa do Divino pai Eterno.
Nas últimas décadas, o Santuário do Divino Pai Eterno tem recebido milhares de devotos, oriundos de diversas regioes do país. Segundo estimativa dos organizadores, calcula-se que a cidade de Trindade receba cerca de dois milhoes de romeiros no período que vai da 
Novena a Festa, sendo esta realizada no primeiro domingo de julho.
A gruta de Nossa Senhora de Lourdes, veio substituir a uma outra que existiu décadas passadas e que fora desativada por estar colocando em perigo os visitantes. A atual maior e mais moderna foi inaugurada no dia 19 de junho de 2005, pelo Reitor do Santuário Pe. Robson de Oliveira e pelo governador do Estado, Marconi Perillo. Nela se empregou a mais alta tecnologia em construçao arquitetônica, com camada impermeabilizante, para evitar futuras infiltraçoes. Dentro da gruta, uma imagem de Nossa Senhora de Lourdes recebe a visitaçao de 80 mil romeiros por mes, e durante a romaria esse número fica ainda maior. A gruta faz parte do conjunto arquitetônico da Praça do santuário, que em conjunto com a rampa forma uma paisagem singular. 

Praça do Carreiro

Foi construída em homenagem aos carreiros do Pai Eterno. Na tradiçao da romaria de Trindade, a figura do carro de boi sempre foi uma constante e ainda hoje os carreiros fazem uma peregrinaçao ao santuário, vinda de todas as regioes do nosso estado. A Praça com o painel retratando o Carro de Boi, com o carreiro e Candeeiro, foi construída pelo Prefeito Roberto Monteiro de Lima (1992-96), e a obra de arte foi feita pelo artesao e artista plástico Xavier.

A Via Sacra

É um conjunto de obra de arte, composto por 14 estaçoes que retratam a paixao, morte e ressurreiçao de Cristo. Estátuas de tamanho natural procuram mostrar o caminho que Jesus percorreu, desde o momento da sua prisao, julgamento, morte no calvário. Retrata ainda o seu sepultamento e ascensao. O acervo de Obra de artes foi feito pelo artista plástico Elias dos Santos. A via sacra foi idealizada pelo Governo municipal de Trindade e inaugurada na gestao do prefeito George Morais, no ano de 2002. 

Igreja do Santíssimo Redentor

Foi inaugurada em 31 de maio de 2005. A igreja foi construída pelos missionários redentoristas e hoje abriga os restos mortais do Pe. Pelágio Sautter. Pe. Pelágio estava enterrado no cemitério Santana, em Goiânia e posteriormente fora transferido para Igreja Matriz de Campinas (Goiânia). Hoje descansa definitivamente, na capela que recebeu o seu nome, a qual está aberta permanentemente a visitaçao pública.